segunda-feira, 20 de junho de 2011

Zatôichi, um filme japonês de acção diferente a considerar

O filme japonês Zatôichi é no mínimo "estranho". Este filme de Takeshi Kitano, que para além de realizador e também actor principal do filme, insere-se em tantas géneros que é difícil de categorizar. Tanto pode ser visto como drama, acção, comédia e histórico/caracterização social de época.
O filme conta-nos um a história (romanceada) de zaitôchi (um massagista, cego, jogador e mestre nas artes marciais de espada, criado pelo romancista japonês Kan Shimozawa durante o período Edo), conta, mais concretamente, o episódio em que a personagem chega a uma aldeia reprimida por grupos de bandidos locais.  Zaitôchi é, desde o século XIX, uma personagem muito popular no Japão, deu origem a dezenas de contos e filmes, mas este de Takeshi Kitano, datado de 2003, é peculiar. Para além de não o conseguir caracterizar também é extremamente difícil de avaliar. 
Para além das cenas bem humoradas, de uma acção ora dinâmica ora lenta e dramática, salientam-se os cenários e ambientes. Mais que tudo, em Zatôichi, é possível - pelo menos atendendo que o que é transmitido é verdadeiro - conhecer um pouco do Japão do século XIX, antes da influência Ocidental. Neste filme, o realizador apresenta-nos: o modo como se fazia a agricultura e o comercio; algumas tradições culturais e artísticas - música e teatro -; a vida e morfologia das habitações, das casas de jogo de dados e das tabernas; geishas - no caso das geishas o contraste dos seus kimonos  e maquilhagens com os ambientes cinzentos assume uma beleza especial, samurais, ninjas, e muitos outros.
Com este filme podemos rir, ver litros de sangue (digitalizado) e conhecer uma muito popular personagem da cultura japonesa de ficção, tal como um pouco da a cultura japonesa. 
O filme não é seguramente dos melhores de sempre, se calhar nem é dos melhores feitos no Japão, mas para nós, que não estamos habituados a ver este tipo de cinema, Zatôichi deve ser um filme a considerar.
Ah, o final musical é surpreendente.

Artigos relacionados

Related Posts with Thumbnails


A Busca pela sabedoria - criado em Agosto de 2009 por Micael Sousa