sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Defender a Aristocracia faz sentido?

As meninas - Velasquez
Para mim, o termo aristocracia nunca tinha suscitado qualquer dúvida quando ao seu significado, pois sempre o associei a uma elite social, da qual faziam parte famílias antigas e nobres, com os seus brasões, tradições e antepassados históricos famosos (Reis, Nobres, Estadistas, Guerreiros de renome, etc.) Mas, após a leitura de 'A República' de Platão, mudei a minha percepção. Nessa obra o  significado do termo aristocracia é apresentado e explicado, algo que se quisermos integrar numa sociedade dita democrática e igualitária acaba por parecer desajustado, tendo em conta o modo como esta forma de governo foi aplicada ao longo da história. Para Platão, Aristocracia significa o "governo dos melhores" (Aristo = melhores + cracia = governo). Ou seja, um Aristocrata, aos olhos de Platão, é alguém que se distinguem entre os seus pares pela sua competência e mérito próprio e não por um título herdado por parentesco.
Ao longo da História da humanidade assistimos ao surgimento de grandes personalidades que se inseriram na classe aristocrática. Dos seus descendentes surgiram muitas famílias de aristocratas que ganharam poder pelo simplesmente facto de terem tido na sua ascendência alguém com mérito, sendo só por isso privilegiados. Assim, o verdadeiro conceito de Aristocracia foi sendo degenerado à medida que essas famílias foram crescendo e ganhando poder, pois quase sempre só as riquezas e privilégios eram herdados e não o mérito e valor pessoal dos seus membros.

 
Platão defende que o governo deve ser dos melhores, dos  mais competentes e meritórios, ou seja, dos verdadeiros Aristocratas. Então, nos dias que correm como poderemos nós  saber quem são os melhores?

Artigos relacionados

Related Posts with Thumbnails


A Busca pela sabedoria - criado em Agosto de 2009 por Micael Sousa